Logo-2017

Todas as imagens e o texto neste post são de autoria de Gabriel Marzinotto, com colaboração de Catharina Strobel.

 

Não é fácil comer um hambúrguer barato hoje em dia. Quer dizer: um bom hambúrguer barato. Assim como boa parte das comidas rápidas, a versão gourmet se expandiu nos últimos 10 anos, melhorando bastante a qualidade de muitos lugares mas também elevando bastante os preços. Não dá pra ficar de boa em um lugar que cobra mais de R$30,00 pelas versões mais simples do lanche (para as mais sofisticadas, o céu é o limite).

A alternativa é buscar aquele cheese-salada reforçado das padarias ou o lanche rápido dos botecos, mais próximos do hambúrguer caseiro. E aí vai de lugar pra lugar. Já encontrei ótimos achados em bares fuleiros e cheeseburguers tenebrosos em padarias bonitonas. Bem, pelo menos os preços não impossibilitam o rango.

Mas tem um lugar famoso na cidade que virou ponto de referência do apreciador de hamburguinhos tradicionais: o Hambúrguer do Seu Oswaldo. Aberto no Ipiranga desde 1966, é um daqueles lugares meio obrigatórios pra quem curte comer pela cidade e não se contenta a ficar no eixo Pinheiros/Paulista/Centro. A cidade é gigante e repleta de picos fenomenais, o Seu Oswaldo sendo um desses casos mais ilustres. Dei uma passada lá na semana passada, junto com a Catharina e o Leo.


Ontem teve picnic com uns amigos no ibirapuera.
Fiz umas bolachinhas pra levar. Ficaram bem feiosas, mas o gosto ta bom.
Da próxima vez cuido mais da aparência delas...



0

Cookies.

15/11/2010 - 0 Comentários - Receitas | Aveia, Biscoitos, Chocolate, Farinha de trigo refinada, Manteiga, Ovo

Quando vem gente em casa, gosto de ter alguma comidinha pra oferecer. Mesmo se for simples, mesmo se for pra pedir pizza depois...

Geralmente, cookies são uma boa pedida porque são rápidos e fáceis de fazer, e até agora não conheci alguém que não goste deles.