Bg_site_br

Lembra o famoso ditado, “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”.
Bom, faz sentido pra mim.
Se eu pintar um cavalo de listrado, não é a mesma coisa que uma zebra. Pode ter um jeitão parecido, e eu nem sei de fato qual é a diferença, mas sei que existe.
Certamente há quem me considere obtusa mas, pra mim, dizer “omelete sem ovos” é um contrassenso (no entanto, preparo e almoço feliz da vida uma fritada de grão de bico).

Suponho que para muita gente, pode parecer que as pessoas “naturebas”, “vegetarianas”, “veganas”, “paleo”, que não comem glúten ou laticínios, todas são parte de um mesmo grupo coeso.
Como se pode imaginar, isso não é verdade.
Cada um tem lá seus motivos para fazer as escolhas que faz, e mesmo pessoas que tenham uma dieta muito parecida, podem ter motivações muito distintas.


Todas as imagens e o texto neste post são de autoria de Gabriel Marzinotto.

É Junho, então é época de aproveitar as festas juninas por aí. Aqui em São Paulo dá pra achar festas das mais distintas tradições, pratos típicos variados. Mas se tem uma constante em toda festa junina que se preze é a fogazza. Não? Bem, então é a constante na festa junina aqui do lado da minha casa. O que está ótimo pra mim.


Eu duvido, sinceramente, que exista alguém que não goste de pastel. Claro que não estou falando de pastéis meio frios, meio murchos, pingando óleo. Não.
Estou falando de pastel fresco, quentinho, crocante, caprichado. Frito em óleo novo. Desse aí não é possível desgostar.
Um feliz complemento eventual ao almoço do dia-a-dia, um lanche rápido na feira (junto daquele copo de caldo de cana gelado), ou ainda um belo petisco para servir com cerveja: eis a receita de hoje.
Depois de experimentar as quatro receitas que encontrei nos cadernos da minha avó Nelci, escolhi aquela que ficou do jeitinho do pastel que ela preparava, e aqui vai.


Todas as imagens e o texto neste post são de autoria de Gabriel Marzinotto, com colaboração de Catharina Strobel.

 

Não é fácil comer um hambúrguer barato hoje em dia. Quer dizer: um bom hambúrguer barato. Assim como boa parte das comidas rápidas, a versão gourmet se expandiu nos últimos 10 anos, melhorando bastante a qualidade de muitos lugares mas também elevando bastante os preços. Não dá pra ficar de boa em um lugar que cobra mais de R$30,00 pelas versões mais simples do lanche (para as mais sofisticadas, o céu é o limite).

A alternativa é buscar aquele cheese-salada reforçado das padarias ou o lanche rápido dos botecos, mais próximos do hambúrguer caseiro. E aí vai de lugar pra lugar. Já encontrei ótimos achados em bares fuleiros e cheeseburguers tenebrosos em padarias bonitonas. Bem, pelo menos os preços não impossibilitam o rango.

Mas tem um lugar famoso na cidade que virou ponto de referência do apreciador de hamburguinhos tradicionais: o Hambúrguer do Seu Oswaldo. Aberto no Ipiranga desde 1966, é um daqueles lugares meio obrigatórios pra quem curte comer pela cidade e não se contenta a ficar no eixo Pinheiros/Paulista/Centro. A cidade é gigante e repleta de picos fenomenais, o Seu Oswaldo sendo um desses casos mais ilustres. Dei uma passada lá na semana passada, junto com a Catharina e o Leo.


Quero só ver quem de vocês nunca comeu pão com banana. O pior é que provavelmente, um monte de gente não comeu, ai meu deus. Pois olha, deveriam experimentar. Há um milhão de variações possíveis. Esse sanduíche da foto eu preparei com um pãozinho de milho macio que tinha comprado no mercado, uma camadinha fina de chimia de banana (a receita vai estar aí embaixo, é uma versão sem açúcar), queijo branco, e a dita cuja.


1

(Outra) sopa de abóbora

05/06/2014 - 1 Comentários - Receitas | Abóbora, Abobrinha , Alecrim, Canela, Cominho, Frio, Queijo, Sopa, Xuxu

Como quase sempre, olhei pra dentro da geladeira pra me inspirar. Tava com fome.

Pensei comigo "coisas que cozinhem rápido".

Portanto usei a abóbora de pescoço, abobrinha verde e xuxu (eu sei, já me ensinaram que xuxu na verdade se escreve chuchu. Eu continuo teimando no x).

Foi a sopa mais ninja/ gostosa que já fiz, acho.

Talvez a fome tenha influenciado minha percepção dos fatos...


8

Palitinhos de queijo da minha avó Nelci

05/06/2014 - 8 Comentários - Receitas | Biscoitos, Familia, Queijo

Durante essas últimas férias de verão procurei pelo tesouro dos tesouros: a pasta onde ficaram guardadas as receitas da minha avó Nelci, que eu trouxe pra casa.

Algumas coisas, como o ninho e o pão, nunca foram anotadas - ela fazia de cabeça.

Por outro lado, esses palitinhos de queijo, o pão de ló de fubá com laranja e nata, o grustuli, estão lá nos cadernos, com a letrinha dela.

São receitas que inevitavelmente trazem memórias pra minha família, e que vão nos deixar contentes toda vez que a gente preparar. De vez em quando vou compartilhar com vocês essas preciosidades, e espero que gostem tanto quanto nós.


Nos próximos posts, provavelmente vou aumentar a quantidade de almoços naturebas.

To num esforço pra melhorar hábitos alimentares, e esse quiche foi a primeira tentativa.

Fez sucesso!

A receita da massa tirei daqui, e o recheio meio que inventei, baseada em algumas receitas que li.


0

Ah - o esquecimento

05/06/2014 - 0 Comentários - Receitas | Atum, Beterraba, Cenoura, Queijo, Sanduíche

Vou te contar uma história muito triste.

Eu esqueci o cabo da minha câmera fotográfica na casa da minha mãe.

Fim.

Por isso, teremos mais alguns posts ilustrados com a câmera do computador.

Mas ela logo vem me visitar, e aproveita pra trazer o cabo.

Agora, mudando de assunto, o sanduíche que almocei hoje:

Atum e verduras raladas.


0

Sandubão.

06/01/2011 - 0 Comentários - Receitas | Atum, Cebola, Manjericão, Ovo, Pepino, Queijo, Sanduíche

A foto não faz jus a belezinha que é esse sanduíche. Mas na correria matinal ficou assim mesmo.


0

Ô de casa!

25/12/2010 - 0 Comentários - Receitas | Leite, Omelete, Pimenta, Queijo, Sem desperdício, Tomate

Eu sei, eu sei.
É hoje que a maior parte das famílias se reúne pra comemorar o natal. Mas no nosso caso, comemoramos antecipadamente, já que hoje não ta todo mundo aqui. Então almoçamos coisas simples, e à noite estivemos em um jantar com uma família amiga.


0

Jantar pra um.

24/11/2010 - 0 Comentários - Receitas | Dedo verde, Omelete, Ovo, Pimenta, Queijo, Tomate, Tomate cereja, Vagem