Bg_site_br

Todas as imagens e o texto neste post são de autoria de Gabriel Marzinotto, com colaboração de Catharina Strobel.

 

Não é fácil comer um hambúrguer barato hoje em dia. Quer dizer: um bom hambúrguer barato. Assim como boa parte das comidas rápidas, a versão gourmet se expandiu nos últimos 10 anos, melhorando bastante a qualidade de muitos lugares mas também elevando bastante os preços. Não dá pra ficar de boa em um lugar que cobra mais de R$30,00 pelas versões mais simples do lanche (para as mais sofisticadas, o céu é o limite).

A alternativa é buscar aquele cheese-salada reforçado das padarias ou o lanche rápido dos botecos, mais próximos do hambúrguer caseiro. E aí vai de lugar pra lugar. Já encontrei ótimos achados em bares fuleiros e cheeseburguers tenebrosos em padarias bonitonas. Bem, pelo menos os preços não impossibilitam o rango.

Mas tem um lugar famoso na cidade que virou ponto de referência do apreciador de hamburguinhos tradicionais: o Hambúrguer do Seu Oswaldo. Aberto no Ipiranga desde 1966, é um daqueles lugares meio obrigatórios pra quem curte comer pela cidade e não se contenta a ficar no eixo Pinheiros/Paulista/Centro. A cidade é gigante e repleta de picos fenomenais, o Seu Oswaldo sendo um desses casos mais ilustres. Dei uma passada lá na semana passada, junto com a Catharina e o Leo.


1

Afinal, o que é mesmo caponata? (E um convite).

18/07/2014 - 1 Comentários - Receitas | Beringela, Cenoura

"Ah, caponata é aquela coisa com berinjela, não é?".
Isso era o maior grau de precisão com que eu conseguia definir o prato.
Aí, um tempo atrás vi no TheKitchn uma receita que gostei muito, e preparei algumas vezes.
Mas continuei com a pulga atrás da orelha.
Procurando pra cá e pra lá, praticamente todas as explicações que achei diziam que caponata é um prato siciliano, uma salada de berinjela, alcaparra, salsão e vinagre, cozidos com azeite de oliva.
Do jeito que eu vejo, a caponata é mais versátil que uma salada: é tipo uma compota salgada. Uma conserva que pode ser comida sim como salada quente ou fria, mas também como molho de massa, recheio de sanduíche, recheio de pizza.
Fica pronta sem muito esforço, dura até um mês na geladeira, e salva muito jantar em dia cansativo.

Um parêntesis sobre o convite que menciono no título:
Os leitores do É o que tem pra hoje terão direito a 5% de desconto nos cursos de férias do Pra quem faz, uma plataforma de ensino muito bacana. Para obter o desconto é só inserir o código "é o que tem pra hoje" no campo indicado no site.
Os cursos acontecem no Rio de Janeiro, mais informações em:http://praquemfaz.com/collections/gastronomia


0

Lasanha de abóbora

05/06/2014 - 0 Comentários - Receitas | Abóbora, Beringela, Frio

Eu tenho visto em blogs estrangeiros diversas receitas com abóbora, e isso foi me dando muita vontade de comer abóbora também.

Claro que ainda vou ter que esperar pra elas entrarem na estação, mas encontrei umas abóboras paulistas no mercado que quebraram o galho.

De mais a mais, tem chovido muito em São Paulo, e a temperatura caiu.

Ótimo pra uma lasanha!


0

Tá calor, né?

09/12/2010 - 0 Comentários - Receitas | Alho, Beringela, Brócolis, Cebola, Cenoura, Limão, Sem glúten, Sem laticínios, Sopa, Vegano

Pois é, tá calor.
Mas eu nem ligo, fiz sopa mesmo assim.


Almoço de hoje: curry de berinjela acompanhado de grão de bico.