Bg_site_br

Biscoitos certamente não contam, para todos os efeitos, como “comida séria”. São mimos, pequeninos presentes para receber alguém que vem tomar um chá, pra animar o café da manhã ou o lanche da tarde.
Então o primeiro requisito é que sejam gostosos. Depois, que sejam bonitos.

E, meninos, como existem jeitos variados de fazer algo ser bonito! A estampa nos biscoitos de hoje é feita com um rolo de massa entalhado In My Wood (customizado para ter os passarinhos do É o que tem pra hoje, com design da querida Taís Mahs).

Testei algumas receitas para encontrar esta aqui, que não leva nenhum produto animal (ou seja, é vegana, e por consequência é também sem lactose), não tem glúten, e segura a forma dos biscoitos lindamente.
Vamos a ela.


2

Chá para quem sente muito frio.

16/08/2014 - 2 Comentários - Receitas | Baunilha, Canela, Cravo, Gengibre

Existe gente cujo corpo tem uma habilidade impressionante para regular a própria temperatura mas, para meu azar, não faço parte deste time na maior parte do tempo.
Pelo menos, não no frio.
É muito comum eu ficar com os pés gelados, independente da quantidade de roupas, meias, cobertas - o que dificulta bastante para pegar no sono. Nessas horas, o que dá certo é tomar banho quente, pôr uma bolsa de água quente nos pés, ou comida/ chá.

No caso de comida, a campeã absoluta é sopa, sem dúvida. Se for apimentadinha, melhor ainda.
No caso dos chás, descobri uma combinação particularmente eficaz e muito simples: baunilha, cravo e canela. 
Isso porque são ingredientes que favorecem a circulação sanguínea por todo o corpo, até mesmo nas extremidades. 


Não sei vocês, mas eu sou uma pessoa que gosta de comida. Mesmo.

Me dá um bruta mau humor ter fome e/ou vontade de comer, e não ter nada à mão para beliscar.

E com essa onda em que ando de comer direitinho e saudável, a trama se complica.

Porque às vezes até daria pra quebrar o galho em alguma padaria do caminho, mas não ando com vontade de comer pão de queijo e pão francês o tempo todo (além do mais, cada bocadinho que se compra na rua em São Paulo representa uma porcentagem significativa dos ganhos mensais de um ser humano).

Eis que em maio do ano passado, juntando informações daqui e dali, e testando um pouco, fiquei feliz com a receita/fórmula que desenvolvi para barrinhas de aveia.

Cê vê: elas ficaram do jeito que eu gosto. Crocantes, e aceitando bastante variação nos ingredientes.

A questão é a seguinte: se eu tenho fome, em geral preciso de algo salgado. E isso não é possível com a receita daquelas barrinhas de aveia.

Têm aparecido no mercado algumas opções de barrinhas salgadas. Pelo que ouvi dizer, quase todas são esquisitas ao paladar. Ainda assim, são possíveis.

Lá vai a Flora procurar pela internet receitas de barrinhas salgadas. Mas não foi fácil de achar.


Quero só ver quem de vocês nunca comeu pão com banana. O pior é que provavelmente, um monte de gente não comeu, ai meu deus. Pois olha, deveriam experimentar. Há um milhão de variações possíveis. Esse sanduíche da foto eu preparei com um pãozinho de milho macio que tinha comprado no mercado, uma camadinha fina de chimia de banana (a receita vai estar aí embaixo, é uma versão sem açúcar), queijo branco, e a dita cuja.


Tem coisas que a gente aprende quando é pequeno, muitas vezes através da observação, que acabam se tornando verdades absolutas. 

Uma coisa que aprendi com a minha avó Nelci é que toda vez que se recebe uma visita em casa, ou toda vez que alguém de casa volta de viagem, a gente faz alguma coisa especial pra esperar a pessoa. Sempre. 

Calhava que 98% das vezes essa coisa era bolo.

Então na minha cabeça, receber alguém em casa está associado a fazer um bolo.

Alguns dias atrás, recebi duas pessoas muito queridas (oi Ire, oi mãe), então aí está, bolinho de limão siciliano com sementes de papoula.

Claro que tirei essa receita do technicolor kitchen, reino dos doces feitos com fruta cítrica, e pra mim o lugar número um pra achar um receita boa para as minhas recém-adquiridas sementes.


Ontem teve picnic com uns amigos no ibirapuera.
Fiz umas bolachinhas pra levar. Ficaram bem feiosas, mas o gosto ta bom.
Da próxima vez cuido mais da aparência delas...